terça-feira, 23 de agosto de 2011

23/08/2011 16:19 Mais uma visita...

Vieste-me visitar hoje...
sabe tãããoooo beeeemmmm,
mas dói tanto o acordar!

Fui ter contigo a uma praia na marginal,
à hora do entardecer...
vinha triste de onde vinha e de como me tinham tratado.
Foi uma alegria ver-te.
Afinal só tinhas mudado de casa.
Perguntei-te se te foste embora por minha causa,
se já não me amavas...
Disseste que tiveste que ir,
mas que me continuavas a amar...
Beijámo-nos intensamente
(Ainda o consigo sentir)
com muito amor...
disseste-me para ter calma.
Levaste-me a conhecer a tua nova casa,
mas antes passámos num café para ir buscar cerveja,
como sempre ;)
O senhor deu-nos uma azeitonas pretas com alho e oregãos,
num copo (não sei porque fui sonhar esta parte)
e seguimos para a tua casa.
Fui à janela, fazia vento, mas disseste-me para não a fechar...
sentei-me cansada, à espera de sentir as tuas mãos,
a massajar-me os ombros
e que fizessemos amor em seguida...

acordei... eram 6h00 da manhã...
e chorei imenso por não te ter conseguido amar...
chorei consumidamente,
porque ainda estás muito vivo dentro de mim...
choro porque ainda te amo como nunca amei ninguém
e não entendo porque tiveste que partir!!!
:'(

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

05/08/2011 7:57 * 1 ano e 9 meses

PÁRA!
ESCUTA!
Não precisas olhar...
... talvez assim consigas ver,
o caminho que percorres,
pelas carruagens que passas
e onde não lhes conheces o fim,
neste comboio que é a vida!

03/08/2011 10:58 * Sem esperar nada em troca...

Uma forma de não nos desiludirmos com as pessoas:
Não esperar que nos "dêem" aquilo que somos capazes de "dar".
Não esperar que ajam, como agimos para elas.
Não esperar receber, o que também não significa parar de dar!
"O sorriso enriquece os recebedores sem empobrecer os doadores."

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

31/07/2011 "É amanhã dia 1 de Agosto!"

Era a nossa música.
A música que ouvíamos quando fazíamos aniversário,
afinal, era a 31 de Julho!
Fazíamos 7 anos...
Mas também faz hoje um ano que me mudei.
Foi por isso mesmo que escolhi esta data,
para iniciar esta minha nova etapa de vida...
obrigatória.
Troquei, sem trocar, a data da nossa união...
Para não chorar sempre
por ter começado nesta data
o que abruptamente acabou.
Assim tive um novo começo para este dia.
Para a vida que começou sem ti.
E quis dar-lhe 1 novo sentido por isso mesmo.
Pois continuo a sentir falta do teu abraço forte,
dos teus beijos quentes
e a sentir esta saudades enorme,
que em algumas datas me consome por demais!!!